A Polícia Civil do Piauí concluiu mais da metade dos inquéritos instaurados para apurar os homicídios registrados pelo Monitor da Violência. No levantamento feito pelo G1, no Piauí foram registradas 12 mortes violentas em uma semana, 11 das quais geraram inquéritos, já que um dos casos foi um suicídio. Destes, seis foram concluídos – total de 54,5% – e oito pessoas foram presas.

G1 registrou, no período de 21 a 27 de agosto, todas as mortes violentas ocorridas no Brasil. Agora, acompanha todos esses casos. O trabalho é resultado de uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP e com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Com uma série de iniciativas que envolvem reportagem e análise de dados, o projeto se chama Monitor da Violência.

Capital

No período monitorado, Tresina teve sete homicídios, com conclusão de quatro dos inquéritos instaurados sobre os casos. Quatro pessoas foram presas, sendo três autores de um mesmo crime. A vítima foi Lucas Nascimento Lopes, de 22 anos, encontrado morto com o rosto desfigurado e cinco perfurações de tiros, por volta das 13h do dia 26 de agosto, na Zona Norte de Teresina. Segundo a polícia, um homem e dois adolescentes assassinaram o jovem.

Interior

Dos outros cinco casos, quatro registrados em Parnaíba e um em Luzilândia, Norte do Piauí, dois foram concluídos, apenas em Parnaíba. No caso em que a vítima foi James Dean Lopes Melo, de 41 anos, que foi morto a facadas, três irmãos foram presos suspeitos da morte. O levantamento do G1 registrou ainda que a vítima conhecia os autores.

Apenas em um outro caso, registrado em Teresina, a polícia informou que a vítima também conhecia seu assassino. Francisco Tiago Vasconcelos de Sousa, 19 anos, foi a vítima e a polícia informou que ele foi morto com um tiro na cabeça no dia 21 de agosto pelo próprio cunhado. O suspeito está foragido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here