A nova geração do Nissan March vendida na Europa não chegará ao nosso país. Pelo menos não com a mesma plataforma. Direto da Japão, a marca confirmou que já trabalha na nova geração do compacto e também para o sedã Versa para o mercado brasileiro, mas construído sobre uma base desenvolvida para mercados emergentes. Data para o lançamento também não está definida, porém podemos esperar por um conceito do hatchback para o Salão do Automóvel de São Paulo de 2018.

Quando o Motor1.com conversou com José Luis Valls, vice-presidente da Nissan, durante o Salão de Buenos Aires, o executivo dizia que estavam estudando qual seria a solução para produzir o novo March. Em todo instante, o executivo reforçava que o novo modelo viria apenas com produção local e quando tivessem uma solução para tornar o custo adequado ao nosso mercado. Nesta nova conversam em Tóquio, a definição foi revelada: usará a arquitetura V, a mesma da geração atual, mas com as atualizações feitas para o SUV Kicks. O modelo europeu usa a nova plataforma modular CMF-B.

Novo Nissan March

E a explicação para isso é bem simples. O novo March vendido no Velho Continente cresceu e foi reposicionado, tornando-se um rival direto dos chamados compactos premium, como Ford Fiesta e Volkswagen Polo. Essa mudança não aconteceu somente pelo tamanho, mas também pelo acabamento, equipamentos e preços. É diferente da estratégia do hatch nacional, que seguirá como um modelo de alto volume e posicionado na mesma faixa de preços que o Chevrolet Onix e Hyundai HB20.

Novo Nissan March

Usar a plataforma V com as alterações para o Kicks permitirá que o hatch fique um pouco maior do que o atual. Além disso, por ser a mesma base, a Nissan não precisará fazer grandes mudanças na fábrica em Resende (RJ) e aproveita para economizar no volume de produção – afinal, as mesmas peças e arquitetura serão usadas pelo Kicks.

Novo Nissan March

De acordo com Valls, o novo March para o mercado brasileiro adotará um design muito próximo do Micra (o modelo europeu), por estar alinhado à nova identidade visual da fabricante. Ou seja, adeus à cara de pokémon do hatch vendido atualmente. Não deu muitos detalhes sobre como será o Versa (muito criticado por seu visual), mas podemos esperar uma evolução mais significativa com as linhas semelhantes ao do hatch.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here