O caos no Pronto Socorro e Hospital Estadual Dirceu Arcoverde em Parnaíba só aumenta, as dificuldades são muitas enfrentadas pelos profissionais da instituição hospitalar. Médicos, enfermeiros, técnicos, auxiliares e demais profissionais hoje são responsáveis pelo pouco atendimento que existe no hospital, pois o Governo do Estado virou as costas e esquece o maior hospital público da região norte do estado.

A ausência de recursos, medicamentos, materiais e outros dificulta o atendimento no Hospital Dirceu Arcoverde, o que se ouve nos corredores do HEDA é muita reclamação, inclusive dos funcionários que não recebem a atenção necessária da gestão petista do Governador Wellington Dias e de seu companheiro, Secretário de Saúde Florentino Neto.

O último fim de semana o Hospital registrou um grande número de atendimentos, porém a demora nos procedimentos chateou muitas pessoas que estavam no local. Embora exista boa vontade dos profissionais, a pouca estrutura oferecida e ausência de leitos dificulta muito as coisas no HEDA. Constantemente é possível presenciar macas com pessoas de todas as idades nos corredores do hospital, cena totalmente desumana e lamentável.

O atual Secretário de Saúde, Florentino Neto (PT), desde que assumiu a responsabilidade de cuidar da saúde dos piauienses, apenas se preocupou com propaganda e muita mídia. O HEDA não recebeu nenhum tipo de melhoria direta, principalmente no pronto socorro, as ações que foram divulgadas por ele, foram conquistas do ex-secretário Francisco Costa.

Algumas pessoas relatam que são humilhadas no Hospital Dirceu, recentemente profissionais do hospital denunciaram a ausência de EPI (Equipamento de Proteção Individual) usadas inclusive nas cirurgias de grandes e pequenos porte. Medicamentos simples como a dipirona e outros mais, também vez ou outra estão ausente no local, um verdadeiro caos patrocinado pelo Governador Wellington Dias e sua turma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here